O que já rolou

Nossas campanhas são a prova de que o amor sempre vence. Conheça algumas das nossas maiores vitórias (até agora!).

Entrada proibida para a homofobia na África do Sul

O pastor Steven Anderson "comemorou" o massacre de Orlando. E nós ajudamos a mantê-lo longe da África do Sul.

"50 pedófilos a menos no mundo." Essas foram as palavras asquerosas que o pastor americano Steven Anderson usou em sua igreja para "comemorar" a morte trágica de 50 jovens inocentes, vítimas do ataque terrorista na boate Pulse, em Orlando, em junho de 2016

Como se não fosse o bastante, Anderson planejou uma viagem à África do Sul para espalhar o ódio pregando sua mensagem homofóbica em todo o país.

A All Out e o grupo sul-africano Gay SA Radio lançaram uma campanha mundial pedindo ao sr. Malusi Gigaba, Ministro do Interior da África do Sul, para proibir a entrada de Anderson no país.

Depois que mais de 52 mil membros All Out se manifestaram, o ministro Gigaba concordou em se encontrar com nossos parceiros na África do Sul e receber as assinaturas da petição.

Nossos parceiros entregam petição assinada ao ministro Gigaba.

Além de entregar as assinaturas enviamos para o governo sul-africano um dossiê documentando as atividades odiosas e preconceituosas de Anderson – e deu certo!

Pouco depois de receber as informações, o ministro Gigaba anunciou que o visto de Steven Anderson seria negado, impedindo-o de espalhar o ódio homofóbico na África do Sul.

South Africa bars anti-gay US pastor

South Africa has barred controversial US pastor Steven Anderson from visiting the country because of his critical remarks about homosexuality. The home affairs minister said he was refused a visa as the constitution prohibits hate speech. Mr Anderson runs the Faithful Word Baptist Church, which says that homosexuality is an abomination punishable by the death penalty.

Na ocasião, o ministro Gigaba declarou: "temos o dever de impedir todas as formas de ofensa e ódio contra pessoas LGBT, bem como contra qualquer cidadão do Estado democrático". Ele também reconheceu que é importante que milhares de assinaturas tenham trazido à tona essa questão.

Trabalhando em conjunto com organizações locais e promovendo uma forte campanha de amor e aceitação, conseguimos impedir que o ódio se espalhasse. O amor sempre vence quando as pessoas se unem para lutar.

Veja a mensagem de agradecimento que o nosso parceiro Hendrik enviou para os membros da All Out:

Hendrik segura um tablet com a mensagem: Da África do Sul, muito obrigado!

Tradução: Da África do Sul, muito obrigado!